MASP – Museu de Arte de São Paulo

MASP (Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand) é conhecido pela imponente e peculiar fachada com seu edifício suspenso sobre 4 grandes pilares vermelhos. Foi considerado o maior vão livre do mundo por alguns anos e este grande vão é sempre referência como ponto de encontro de manifestações na Avenida Paulista.

É mantido por uma entidade privada sem fins lucrativos, fundada pelo empresário brasileiro Assis Chateaubriand em 1947 e, projetada pela arquiteta ítalo-brasileira Lina Bo Bardi.

O espaço reúne mais de 8 mil obras, oferecendo aos visitantes um acervo extremamente variado, como pinturas, esculturas, objetos, fotografias de produções europeias, africanas, asiáticas e das Américas. Durante nossa visita encontramos obras do artista espanhol Pablo Picasso, do holandês Vincent van Gogh, dos brasileiros Candido Portinari, da Tarsila do Amaral e dos franceses Claude Monet e Pierre-Auguste Renoir.

MASP possui cinco andares e nesse post detalhamos um pouco sobre as exposições temporárias e de longa duração, bem como as obras que consideramos imperdíveis. Se você é apaixonado pela arte, cultura e história, como nós, não deixe de conhecer o MASP na sua visita a São Paulo.

2º Segundo Andar (exposição de longa duração)

No segundo andar fica a exposição de longa duração do museu, é aqui que você vai se impressionar com as obras que parecem “flutuar”, sustentadas por cavaletes de vidros criados pela Lina Bo Bardi, a experiência de vê-las ao vivo foi incrível. Outra curiosidade é que a ficha com o nome da obra, autor e ano de criação fica no verso do quadro.

MASP (Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand)
As obras parecem “flutuar”, sustentadas por cavaletes de vidros
O Lavrador de Café - Candido Portinari (1934)
O Lavrador de Café – Candido Portinari (1934)
Criança Morta (1944) e Os Retirantes (1944) - Candido Portinari
Criança Morta (1944) e Os Retirantes (1944) – Candido Portinari
A ponte japonesa sobre a lagoa das ninfeias em Giverny - Claude Monet (1920/1924)
A ponte japonesa sobre a lagoa das ninfeias em Giverny – Claude Monet (1920/1924)
Retrato de Marthe Berard (1879) e Rosa e Azul (1881) - Pierre-Auguste Renoir
Retrato de Marthe Berard (1879) e Rosa e Azul (1881) – Pierre-Auguste Renoir
Retrato de Suzanne Bloch (1904) e Busto de Homem (1909) - Pablo Picasso
Retrato de Suzanne Bloch (1904) e Busto de Homem (1909) – Pablo Picasso
Vincent van Gogh
A Arlesiana (1890) / Banco de Pedra no Asilo de Saint-Remy (1889) / Passeio ao Crepúsculo (1889/1890) / O escolar (1888) – Vincent van Gogh
1º Primeiro Andar (exposições temporárias)

Quando visitamos o museu, em 2017 e 2019, os destaques ficaram para as seguintes exposições temporárias: Histórias da Sexualidade e Tarsila Popular.

Histórias da Sexualidade (de 20/10/2017 a 14/02/2018)

O objetivo da exposição era estimular um debate crítico e criativo, sobre a importância do sexo na vida do ser humano. O acervo incluiu mostras individuais de Teresinha Soares, Wanda Pimentel, Miguel Rio Branco, Henri de Toulouse-Lautrec, Tracey Moffatt, Pedro Correia de Araújo, Guerrilla Girls e Tunga. Foram mais de 300 obras reunidas em núcleos, tais como – Corpos nus, Totemismos, Religiosidades, Performatividades de gênero, Jogos sexuais, Mercados sexuais, Linguagens e Voyeurismos.

Histórias da Sexualidade - MASP
Histórias da Sexualidade (de 20/10/2017 a 14/02/2018)
Histórias da Sexualidade - MASP
O objetivo da exposição era estimular um debate crítico e criativo, sobre a importância do sexo na vida do ser humano
Toilette - Pablo Picasso
Toilette – Pablo Picasso
Tarsila Popular (de 05/04/2019 a 28/07/2019)

Tarsila do Amaral é uma das maiores artistas brasileiras do século XX e figura central do modernismo. A exposição temporária no MASP reúne 92 obras raras e importantes que retratam diversos períodos da carreira da artista. Também faz parte da mostra, o mais emblemático quadro de Tarsila, o Abaporu, pintado em 1928. As obras ficarão expostas até o dia 28 de julho de 2019, no primeiro andar do museu.

Tarsila Popular - MASP
Tarsila Popular (de 05/04/2019 a 28/07/2019)
Tarsila Popular - MASP
Tarsila do Amaral é uma das maiores artistas brasileiras do século XX e figura central do modernismo
Abaporu - Tarsila do Amaral (1928)
Abaporu – Tarsila do Amaral (1928)
A Cuca - Tarsila do Amaral (1924)
A Cuca – Tarsila do Amaral (1924)
A Negra - Tarsila do Amaral (1923)
A Negra – Tarsila do Amaral (1923)
Antropofagia - Tarsila do Amaral (1929)
Antropofagia – Tarsila do Amaral (1929)
MASP
A exposição temporária no MASP reúne 92 obras raras e importantes que retratam diversos períodos da carreira da artista.
Carnaval em Madureira - Tarsila do Amaral (1924)
Carnaval em Madureira – Tarsila do Amaral (1924)
Operários - Tarsila do Amaral (1933)
Operários – Tarsila do Amaral (1933)
Morro da Favela - Tarsila do Amaral (1924)
Morro da Favela – Tarsila do Amaral (1924)
The Egg - Tarsila do Amaral (1928)
The Egg – Tarsila do Amaral (1928)
Estudo para "A Negra" - Tarsila do Amaral (1923)
Estudo para “A Negra” – Tarsila do Amaral (1923)
Tarsila Popular - MASP
As obras ficarão expostas até o dia 28 de julho de 2019, no primeiro andar do museu
Auto-retrato - Tarsila do Amaral (1924)
Auto-retrato – Tarsila do Amaral (1924)
Auto-retrato - Tarsila do Amaral (1924)
Auto-retrato – Tarsila do Amaral (1924)
Térreo

Estão localizados no andar térreo a bilheteria, a entrada e o guarda-volumes.

1S – Primeiro Subsolo

No primeiro subsolo você encontra exposições temporárias, cafeteria e a lojinha do museu, que traz livros sobre as obras em exposição.

2S – Segundo Subsolo

O segundo subsolo recebe também exposições temporárias, abriga a biblioteca do Masp (que recebe visitantes em horários pré-agendados), sala de vídeo e o restaurante do MASP que serve um buffet a preço fixo assinado pela chef Manuelle Ferraz (encontra-se temporariamente fechado para reformas).

MASP
No primeiro subsolo você encontra exposições temporárias, cafeteria e a lojinha do museu, que traz livros sobre as obras em exposição
MASP
O segundo subsolo recebe também exposições temporárias
MASP – Informações úteis
  • Funcionamento: os horários variam dependendo do período, para mais informações consulte o site oficial: https://masp.org.br/visite#schedules
  • Ingresso: adultos R$ 40,00 / estudantes e professores R$ 20,00 / maiores de 60 anos R$ 20,00 / menores de 11 anos não pagam / na terça-feira a entrada é gratuita / Segunda-feira é fechado / A bilheteria fica aberta até uma hora antes do fechamento do museu;
  • O MASP é acessível a portadores de necessidades especiais;
  • Endereço: Paulista, 1.578 (Estação de metrô Trianon-Masp);
  • Para quem não conhece, o Mirante 9 de Julho, fica atrás do MASP, é um lugar perfeito para tomar um café com vista linda para a Avenida Nove de Julho. O Mirante não abre de segunda-feira.
  • Visitamos o MASP em dezembro de 2017 e junho de 2019.
  • Todos os dados deste blog são apenas informativos, os passeios poderão sofrer alterações sem aviso prévio. Recomendamos consultar também os sites oficiais das atrações.
Leia mais

Já esteve no MASP? Conte-nos como foi sua experiência!


Esperamos que tenha gostado e ficamos à disposição para esclarecimento de dúvidas, sugestões ou críticas. Salve este post no seu pinterest e acompanhe nossos painéis de viagem!

Um grande abraço,

Marcelo & Paula

MASP

Voltar ao topo


Veja também
Anúncios
Reserve seu hotel aqui!

Planeje sua viagem aqui!
Quando você clica e compra através dos links e banners exibidos pelo blog Documento de Viagem, é gerada uma pequena comissão para o site que não altera o valor do produto final para o leitor e você ainda ajuda a manter o blog. Obrigado!

Documento de Viagem

Documento de Viagem é escrito por Marcelo Nazima, formado em Análise e Desenvolvimento de Sistemas pela FATEC; cursando MBA em Engenharia de Software pela FIAP e por Paula Costa, formada em Pedagogia pela UNINOVE; cursando MBA em Marketing Digital, também pela UNINOVE. O casal mora em São Paulo, Brasil e decidiu criar este blog para compartilhar suas experiências de viagem, bem como inspirar outros viajantes a continuarem viajando.

4 comentários em “MASP – Museu de Arte de São Paulo

    • 25 25+00:00 junho 25+00:00 2019 em 03:10
      Permalink

      Agradecemos as palavras!💙💙😉

      Resposta
  • 24 24+00:00 junho 24+00:00 2019 em 20:36
    Permalink

    Que artigo bacana!!!! Também visitei o MASP recentemente e pretendo fazer um post sobre minha experiência. Estou conhecendo melhor a cidade de SP e a experiência tem sido maravilhosa. O Blog de vocês está show!
    Um abraço!

    Resposta
    • 25 25+00:00 junho 25+00:00 2019 em 03:09
      Permalink

      Que legal!! Tbem amamos a cidade de SP…tantos lugares para conhecer e viver aqui que quase nem precisamos viajar para ter oque fazer ✌😉!! Agradecemos a visita!❤❤

      Resposta

Deixe uma resposta

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: