O que fazer em San Andrés: como chegar, melhor época e mais

Vem com a gente curtir um pouquinho da bela ilha de San Andrés e desfrutar do mar azul do Caribe. E tem mais, fique por dentro das melhores opções de passeios, hotéis e restaurantes.

Considerada um dos destinos mais baratos do Caribe, San Andrés é uma pequena ilha colombiana que fica perto de Nicarágua e é conhecida como o “mar de sete cores” – devido sua água cristalina que varia entre tons de azul e verde.

Com apenas 26 km de extensão e cerca de 70 mil habitantes, o lugar se transformou em um destino exclusivo de praias repletas de atrações ao ar livre, tais como: passeios de barco, excursões até pequenas ilhas, deliciosos banhos de mar e a prática de mergulho, inclusive uma das atividades mais procuradas por quem visita a região.

Dito isso, vale destacar que apesar de San Andrés ser um paraíso, boa parte de suas praias possuem pedras, mas não se preocupe, para aproveitar melhor os passeios e não machucar os pés, se programe e leve ou compre uma sapatilha de mergulho assim que chegar no arquipélago. Que saber mais?

Sapatilha de mergulho
Sapatilha de mergulho

Navegue por tópicos

O que fazer em San Andrés?

El Hoyo Soplador

É uma fenda natural no meio das pedras que quando está com muita correnteza, a força das ondas se chocam embaixo do buraco fazendo sair um jato de água e molhando quem estiver por perto. Portanto, é um ponto turístico interessante que merece ser visitado.

El Hoyo Soplador
El Hoyo Soplador é uma fenda natural no meio das pedras, que devido à força das ondas do mar “solta vento e água” que se chocam embaixo do buraco
Onde fica San Andrés
Infelizmente quando estivemos por lá, o mar estava mais calmo e não vimos os jatos de água
O que fazer San Andrés
É um ponto turístico interessante que merece uma visita.
El Coco Loco
Saboreando a bebida “El Coco Loco”

La Piscinita

Já pensou conhecer uma piscina natural em meio as pedras? La Piscinita é um desses lugares, repleta de peixinhos e perfeita para fazer snorkel. Mas atenção! O poço é meio fundo, então se não souber nadar é interessante alugar um colete salva-vidas.

Após pagar a entrada de COP 5.000 (R$ 6,14), você receberá um pedaço de pão para jogar aos peixinhos. Possui um restaurante, aluguel de máscaras de mergulho e coletes salva-vidas. Preço referente março/2020.

La Piscinita
La Piscinita é um lugar perfeito para fazer snorkel, repleta de peixes
San Andrés Colômbia
Fica em meio as pedras e realmente parece uma piscina bem grande
Viagem e turismo
É meio fundo, então se não souber nadar, recomendamos alugar um colete salva-vidas

West View

É um pequeno parque à beira-mar ideal para a prática de mergulho, com destaque para o tobogã e trampolim com queda livre para a água. E tem mais, para quem sabe nadar vai encontrar uma estátua do Poseidon (ou Netuno) segurando o seu cajado no fundo de suas águas. Incrível, não?!

+ Encontre seu hotel em San Andrés e garanta os melhores preços!

Para entrar em West View é necessário pagar o valor de COP 5.000 (R$ 6,14), no qual está incluso um pedaço de pão para os peixinhos, além do uso da estrutura com banheiros e espreguiçadeiras. Ainda é possível alugar equipamentos para mergulho, bem como contratar um mergulho com escafandro, ideal para quem não é adepto à submergir com cilindro e tem vontade de conhecer o fundo do mar. Preço referente março/2020.

Parasail

É uma atração emocionante, o visitante irá sobrevoar o alto mar através de um paraquedas conectado a uma lancha em movimento (é necessário utilizar colete salva-vidas). Então vamos em frente!

Volta na Ilha

San Andrés é uma pequena ilha de 26 km², podendo ser facilmente percorrida de moto, carrinho de golfe, mula (tipo de carrinho) e chiva (espécie de caminhão aberto com banco para passageiros). Essa é, sem dúvida, uma ótima maneira de conhecer a região, alugamos uma moto em frente à praia principal e durante nosso percurso paramos nos principais pontos turístico, como a Playa San Luís, El Hoyo Soplador e La Piscinita. Vale destacar que a volta completa no arquipélago dura em torno de 2 horas.

Valeu muito a pena! A sensação de liberdade em contornar a ilha foi indescritível!

Já contratou o seguro de viagem? Viajar com seguro é essencial! Insira o código DOCVIAGEM5 e ganhe 5% de desconto na escolha do seu seguro pela SegurosPromo.

Como circular em San Andrés?

É interessante alugar por alguns dias uma moto, carrinho de golf ou mula (carrinho motorizado), para conhecer as praias mais distantes e nos demais dias se virar batendo perna ou pegando um táxi pontualmente.

Se liga na dica! Caso alugue uma moto padrão em San Andres tente diferenciá-la das demais colocando uma fitinha no guidão. Pois, as motocicletas não tem placa e há tantas delas na ilha que fica difícil achar depois a sua motinha quando estacioná-la no centro da cidade.

Decameron Isleño
É interessante alugar uma moto, carrinho de golf ou mula para conhecer a ilha
San Andrés Caribe
Essa é, sem dúvida, uma ótima maneira de conhecer a região

Como ir para San Andrés?

Não há voos diretos do Brasil para o Aeroporto Internacional Gustavo Rojas Pinilla em San Andrés, as únicas companhias aéreas que realizam o trajeto com escalas são a Avianca e LATAM (conexão em Bogotá) e Copa Airlines (conexão no Panamá).

Se pretender visitar a ilha, saiba que os turistas devem comprar a tarjeta de turismo (taxa turística) no valor de COP 116.800 (R$ 143,47), preço referente março/2020. O cartão é vendido no guichê de algumas companhias aéreas ou na sala de espera antes do embarque. Mas fique atento, pois algumas empresas aceitam o pagamento em dólar e outras somente em pesos colombianos (ambas em dinheiro vivo).

Vai aqui uma dica importante: guarde sua tarjeta de turismo, porque será necessário apresentá-la na entrada e depois na saída da ilha. A compra do boleto não é obrigatória para menores de 5 anos e para aqueles que permanecem menos de 24 horas em San Andrés.

Outro ponto que vale a pena mencionar é sobre fazer compras na região, uma atividade que já faz parte do roteiro dos visitantes. Só para ter uma ideia, lá você vai encontrar opções de roupas, perfumes e itens de beleza com preços convidativos, mais baratos que no Free Shop, por exemplo. Mas é preciso prestar atenção na qualidade e idoneidade dos produtos.

San Andrés
Não há voos diretos do Brasil para o aeroporto da ilha

Qual a melhor época para ir a San Andrés?

O calor predomina durante o ano todo em San Andrés, com temperatura média anual de 27ºC. Chove entre os meses de maio a junho e setembro a dezembro, no entanto, o tempo costuma ficar abafado, mesmo nos dias em que chove.

Estivemos na ilha no mês de outubro e pegamos um temporal no primeiro dia, contudo as chuvas são passageiras. Outro ponto que vale a pena mencionar é que durante o dia andávamos com uma mochila equipada com garrafa de água, chapéu/boné, óculos de sol, protetor solar e labial. É interessante também levar roupas e sapatos confortáveis, além de saída de banho e camiseta com manga longa para se proteger do sol forte.

Confira nosso “checklist” de verão e criança do que levar para sua viagem.

Outra dica importante: não se esqueça de levar seu “kit farmácia” com medicamentos de uso contínuo (se for o caso) e, remédios para dor de cabeça, diarreia, gripe, enjoo, além de fitas para curativos de cortes e machucados. (Lembre-se: todo medicamento deve ser prescrito por um médico).

Onde comer em San Andrés?

A gastronomia colombiana é bastante rica e colorida, inclusive tem alguns ingredientes conhecidos por nós brasileiros, como o milho, batatas, bananas (da terra) e o abacate que são acompanhamentos de pratos salgados. Inclusive, não podemos esquecer de citar os peixes e frutos do mar, sempre presentes nos cardápios dos restaurantes da ilha. Pensando nisso, selecionamos algumas opções:

Um prato bastante substancioso para se provar é o Bandeja Paisa, que se assemelha um pouco ao nosso virado paulista. Ele é composto de arroz, feijão, carne moída, ovo frito, torresmo, linguiça, patacones (um bolinho frito de banana da terra), arepa (um pãozinho bem gostoso), tomate e abacate….ufa….a quantidade de itens justifica vir servido em uma bandeja, o qual deu origem ao seu nome.

E tem mais, é um prato bastante popular e um bom lugar para prová-lo é no restaurante familiar Miss Celia, localizado na região central da cidade. Se for passar pela baía de Cocoplum, vale uma pit stop no restaurante do club de praia Aqua Beach Club e saborear suas gostosuras contemplando o lindo visual.

Uma opção mais refinada para provar os pratos caribenhos é o Restaurante La Regatta, localizado no Club Náutico, tem uma bonita vista para o mar e também uma decoração colorida e peculiar. As suas refeições podem ser acompanhadas da limonada de coco, uma mistura não usual, mas que combina muito bem.

San Andrés onde comer
A gastronomia colombiana é bastante rica e colorida
Food
Food | Imagem de samuelfernandezrivera por Pixabay

Mais opções de restaurantes em San Andrés

Para variar um pouco da comida caribenha uma escolha é o restaurante La Pizzetta Florio, que tem as redondas como carro chefe. Vale também conhecer o Beer Station, um bar com decoração moderna no final da praia de Spratt Bight que oferece porções bem servidas, opções de fast-food, além de drinks gigantes e cervejas. Aliás, é uma rede bastante famosa na Colômbia com diversas unidades espalhadas pelo país.

Nossa recomendação é que saia para fazer sua refeição antes de ficar “esfomeado”, pois o serviço na ilha não é dos mais velozes e às vezes exige um pouco de paciência. A ideia é desacelerar e entrar no clima e velocidade dos locais e curtir a viagem.

Empanadas
Empanadas | Imagem de natha92_l03 por Pixabay

Onde ficar em San Andrés?

As opções de hotelaria são variadas desde resorts all inclusive, hotéis e apartamentos, até pequenas pousadas e hostels. O preço pode variar bastante dependendo da sua escolha, sendo assim é válido pesquisar com antecedência. Quer saber mais? Confira nosso post completo sobre onde ficar em San Andrés.

Informações úteis

  • Lembramos que os valores e à taxa de câmbio podem sofrer alterações a qualquer momento;
  • Em San Andrés a voltagem é de 110v. E tem mais, as tomadas têm dois pinos planos, então é indicado levar um adaptador, ou se preferir poderá comprar lá em alguma lojinha de acessórios;
  • Tomadas nos Estados Unidos
  • Documentação: por fazer parte do território colombiano, viajar para San Andrés não exige visto para os brasileiros, desde que a viagem seja a turismo e por um período de até 90 dias. Basta levar um documento de identidade (RG) em bom estado de conservação e com data de emissão de até 10 anos, ou passaporte válido, obrigatório se for fazer conexão no Panamá. (A carteira de motorista não é aceita como documento de identificação, no entanto, é necessário levá-la caso queira alugar um veículo). Confira mais informações sobre o documento de identidade nos sites abaixo:
  • Portal Consular Itamaraty – Colombia;
  • São Paulo Notícias;
  • Vacinações: desde 2017, a Colômbia exige dos brasileiros a vacina da febre amarela com o certificado internacional da ANVISA. Verifique como está sua carteira de vacinação antes de viajar. Leia mais informações nos seguintes endereços:
  • Como tirar certificado internacional de vacinação contra febre amarela?
  • Aeroporto Guarulhos Vacinação Contra Febre Amarela;
  • Site oficial San Andres Colombia;
  • Se liga na dica! Os passeios poderão sofrer alterações sem aviso prévio. Por isso, também é interessante consultar os sites oficiais das atrações;
  • Post atualizado em 17 de março de 2020.

Mapa da ilha de San Andrés:

Leia mais


E aí? Já esteve em San Andrés? Conte-nos como foi sua experiência!


Esperamos que tenha curtido o post e, se tiver qualquer dúvida sobre a ilha colombiana, fique à vontade para deixar seu comentário por aqui!

Voltar ao topo


Veja também

Reserve seu hotel aqui!

Planeje sua viagem aqui!
Usando os links dos nossos parceiros, você ajuda o blog com uma pequena comissão e não paga nada a mais por isso. São empresas que confiamos e que utilizamos em todas as nossas viagens. Muito Obrigado!

Documento de Viagem

Documento de Viagem é escrito por Marcelo Nazima, Analista de Sistemas formado pela FATEC, com MBA em Engenharia de Software pela FIAP e por Paula Costa, Pedagoga formada pela UNINOVE, com MBA em Marketing Digital também pela UNINOVE. O casal mora em São Paulo-Brasil e decidiu criar este blog para compartilhar suas experiências de viagem, bem como inspirar outros viajantes a continuarem viajando.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: