Laguna Cejar, Ojos del Salar e Tebinquinche: San Pedro do Atacama

Vai para o Deserto do Atacama? Confira como chegar à Laguna Cejar, que também inclui uma visita aos Ojos del Salar e a Laguna Tebinquinche. Veja neste post todas as dicas!

O passeio é feito geralmente no horário da tarde e termina com o pôr-do-sol. Saímos de San Pedro por volta das 16h, a viagem até lá não é demorada, o percurso tem aprox. 25 km. É uma atração para ser feita nos primeiros dias no deserto, quando você está se aclimatando com a altitude da região.

Enquanto seguíamos para a Laguna Cejar, o nosso guia nos explicou que as lagoas da região costumam ser formadas com água do degelo das montanhas ou por lençóis subterrâneos.

Foi surpreendente encontrar lagoas que parecem verdadeiras obras de arte em uma região desértica.

Laguna Atacama
Laguna Atacama | Imagem de GRAPHICALBRAIN por Pixabay

Laguna Cejar

A nossa primeira parada foi na Cejar, essa incrível lagoa possui uma concentração de sal superior à do Mar Morto em Israel e, por esta razão, é que você simplesmente não consegue afundar.

Ficamos curiosos para saber como é entrar em uma lagoa onde não se pode afundar. Pois bem, criamos coragem e entramos na água gelada – o nosso guia já havia falado que a água é bem salgada e bem fria.

Foi uma experiência única tentar afundar e não conseguir, ou seja, atração ideal também para quem não sabe nadar. Outro ponto que vale a pena mencionar é sobre tomar cuidado para a água salgada não cair nos olhos e na boca, pois arde bastante.

Depois do banho gelado, saímos da água com o corpo branquinho de sal. Mas não se preocupe! Há chuveiros com água doce (e fria) para tirar o sal do corpo, bem como banheiros para trocar de roupa.

+ Encontre seu hotel em San Pedro de Atacama e garanta os melhores preços!

Laguna Cejar Atacama
A Laguna Cejar possui uma concentração de sal na água tão grande, que chega a ser maior do que a do Mar Morto em Israel e você realmente não consegue afundar
Laguna Cejar Chile
A Laguna Cejar é ideal para quem não sabe nadar, pois você irá boiar sem nenhum esforço

Ojos Del Salar

A segunda parada foi nos Ojos del Salar – essas são duas crateras enormes de água doce com formato circular e origem desconhecida.

O guia nos contou que existe uma lenda que meteoros teriam caído ali há milhões de anos atrás. Já o nome Ojos del Salar surgiu devido a formação de dois poços redondos um ao lado do outro. Quem vê de cima associou a formação a dois olhos, ou seja, os ‘Olhos do Salar’.

Nesse passeio é possível mergulhar, no entanto, as crateras são profundas e recomendadas para quem sabe nadar. Só para se ter ideia, ao se jogar na água você estará cercado por paredões e para sair será preciso nadar até uma beirada mais acessível e meio escorregadia.

Aqui vai uma dica, faça fotos no espelho da água com os vulcões como plano de fundo. Ficam bem legais!

Nessa parada não há estrutura com chuveiros ou banheiros.

Ojos del Salar história
Ojos del Salar são duas crateras enormes de água doce, onde os mais corajosos saltam para nadar, ninguém sabe ao certo como elas se formaram
Ojos del Salar San Pedro do Atacama
É bastante tradicional tirar fotos usando os “Ojos” como espelhos d´água, tanto que em determinados momentos formam se filas para se tirar uma foto

Laguna Tebinquiche

Nossa última parada do dia foi na Laguna Tebinquinche, um grande lago de sal formado pelo derretimento de neve das montanhas. Tem uma profundidade rasa, mas não é para entrar, apenas caminhar ao redor e observar a imensidão de sal que cobre a região.

O passeio terminou com um belíssimo pôr do sol, um espetáculo à parte. Ficamos ali parados, vendo o sol se escondendo por detrás do horizonte, apreciando a mudança de cores da paisagem à medida que o sol se escondia.

Depois disso a nossa guia preparou um lanche com petiscos e um brinde de Pisco Sour – bebida típica do Chile e Peru a base de pisco, uma aguardente feita do bagaço da uva.

Hora de voltarmos para o hotel e nos prepararmos para o passeio do dia seguinte!

Já contratou o seguro de viagem? Viajar com seguro é essencial! Insira o código DOCVIAGEM5 e ganhe 5% de desconto na escolha do seu seguro pela SegurosPromo.

Laguna Tebinquinche altitude
A Laguna Tebinquinche é um grande lago de sal, formado pelo derretimento de neve das montanhas
Tebinquinche San Pedro do Atacama
Ficamos por ali até ver o Sol se esconder no horizonte, apreciando a lenta mudança de cores na paisagem à medida que entardecia
Laguna Tebinquinche entrada
O passeio terminou com o Pôr do Sol, que é um espetáculo à parte

Informações úteis

  • O que levar: roupa de banho, toalha, protetor solar, protetor labial, chinelo, boné e óculos de sol. Durante o dia as temperaturas são agradáveis e quentes, mas no final da tarde e ao anoitecer são frias, portanto, leve também uma jaqueta corta vento e calça;
  • Procure não andar descalço nas margens das lagoas, pois existem muitos cristais de sal no chão que podem machucar os pés;
  • Leve um lanche, caso não esteja incluso no tour (verifique a disponibilidade com sua agência de turismo). Nos locais visitados não há comercio de produtos;
  • Vale lembrar: é importante se hidratar, o ideal é manter uma garrafinha d’água sempre por perto;
  • Entrada: 15.000 pesos chilenos (R$ 80,00) preço referente janeiro/2020;
  • Lembramos que os valores e à taxa de câmbio podem sofrer alterações a qualquer momento;
  • Acessibilidade: por se tratar de uma área natural os trechos possuem pisos menos favoráveis dificultando a locomoção de cadeiras de rodas;
  • Página oficial de San Pedro de Atacama;
  • Post atualizado em 22 de julho de 2021.

Rota de San Pedro de Atacama até a Laguna Cejar

Leia mais


E aí? Já esteve no Atacama? Conte-nos como foi sua experiência!


Esperamos que tenha curtido o post e, se tiver qualquer dúvida sobre as lagunas do Atacama, fique à vontade para deixar seu comentário por aqui!

Voltar ao topo


Veja também

Reserve seu hotel aqui!

Planeje sua viagem aqui!
Usando os links dos nossos parceiros, você ajuda o blog com uma pequena comissão e não paga nada a mais por isso. São empresas que confiamos e que utilizamos em todas as nossas viagens. Muito Obrigado!

Documento de Viagem

Documento de Viagem é escrito por Marcelo Nazima, Analista de Sistemas formado pela FATEC, com MBA em Engenharia de Software pela FIAP e por Paula Costa, Pedagoga formada pela UNINOVE, com MBA em Marketing Digital também pela UNINOVE. O casal mora em São Paulo e decidiu criar este blog para compartilhar suas experiências em viagens, bem como inspirar outros viajantes a viajar cada vez mais.

4 thoughts on “Laguna Cejar, Ojos del Salar e Tebinquinche: San Pedro do Atacama

    • 20/07/2017 em 21:42
      Permalink

      Obrigado Sabrina! Abraços!

      Resposta
    • 20/07/2017 em 01:38
      Permalink

      Obrigado Dulce! Tem lugares que ficam gravados na memória…o deserto do Atacama é um deles!❤🙌🙋‍♀️

      Resposta

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: