Museu do Louvre em Paris: como visitar, história, curiosidades e obras

Inaugurado em 1793, as margens do Rio Sena, o Museu do Louvre é um dos prédios mais importante da França e um dos mais visitados do mundo recebendo cerca de 8 milhões de visitantes por ano. Além disso, abriga um acervo com mais de 380 mil itens e mais de 35 mil obras de arte permanente com destaque para: Vitória Samotrácia, Vênus de Milo, Escravo morrendo de Michelangelo e a icônica Monalisa de Leonardo da Vinci. Quer saber mais?

História do Museu do Louvre

A história do museu teve início em 1190, quando o rei Filipe Augusto decidiu construir uma fortaleza com o objetivo de defender Paris contra possíveis ataques. Então no século seguinte, o rei Carlos V transformou o prédio em um palácio real e desde então o lugar sofreu inúmeras transformações. Outra curiosidade é que a construção é gigantesca, dispõe de uma área total de 360 mil metros², sendo 72 mil metros² de galerias de arte. Logo, o ideal é reservar mais de um dia para conhecê-lo por completo.

Se liga na dica! Aproveite sua visita ao Louvre para ver (ou rever) o filme “O código da Vinci” (2006). Pois o longa-metragem tem algumas cenas internas no museu, bem como algumas hipóteses sobre Leonardo da Vinci e os cavaleiros templários que deixarão sua visita ainda mais interessante. E tem mais, é emocionante (mesmo para quem não curte museus) admirar obras de arte que são marcos na história da humanidade, concorda?

Paris o que fazer
Inaugurado em 1793, as margens do Rio Sena, a construção é uma das mais importantes da França
Onde fica o Museu do Louvre
Abriga um acervo com mais de 380 mil itens e mais de 35 mil obras de arte permanente
Paris onde fica
A história do monumento teve início em 1190, quando o rei Filipe Augusto decidiu construir uma fortaleza com o objetivo de defender Paris contra possíveis ataques

As pirâmides do Louvre

O espaço destaca-se pela combinação da arquitetura clássica e moderna, podendo ser observada logo na entrada, com uma grande pirâmide de vidro projetada pelo arquiteto chinês-americano Ieoh Ming Peié e inaugurada em 1988. Ao todo são cinco pirâmides no prédio, sendo três esculturas pequenas ao lado da principal e uma pirâmide invertida no piso inferior. Inclusive, na entrada do Carrousel du Louvre encontra-se um mini-shopping com diversas lojas, livrarias, cafés e um restaurante de cozinha tradicional francesa.

+ Encontre seu hotel em Paris e garanta os melhores preços!

A pirâmide principal é formada inteiramente de vidro, atinge 20,6 metros de altura e funciona como entrada principal do monumento. E tem mais, sua construção gerou polêmica na época, isto porque algumas pessoas acreditavam que a obra iria confrontar negativamente com a arquitetura clássica do prédio. No entanto, hoje a pirâmide é um majestoso monumento apreciado pelos turistas do mundo todo.

Outro ponto que vale a pena mencionar é que o prédio possui cinco andares e está dividido em três pavilhões: Sully, Richelieu e Denon. Aliás, detalhamos um pouco mais sobre a distribuição das exposições e departamentos, bem como as obras que consideramos imperdíveis. Veja só!

As pirâmides do Louvre
As pirâmides do Louvre
Paris quando ir
Vale dizer que o prédio é gigantesco, deste modo, o ideal é reservar mais de um dia para conhecê-lo por completo
Informações Museu do Louvre
É emocionante admirar obras de arte que são marcos na história da humanidade
Pirâmide invertida
Pirâmide invertida

Museu do Louvre obras importantes

Piso -02 (Subsolo)

  • Bilheteria
  • Livraria
  • Lojas
  • Auditório
  • Exposições

Piso -01 (Subsolo)

  • Esculturas / França (1600-1700)
  • Antiguidades gregas (6500-500 a.C.)
  • Esculturas / Europa (500-1600)
  • Arte islâmica (700-1800)
  • Arte do próximo Oriente e Egito (30 a.C. – 1800 d.C.)
  • Pavilhão do Relógio (Do palácio até ao museu)
Paris como ir
O espaço destaca-se pela combinação da arquitetura clássica e moderna
Museu do Louvre obras
A construção possui cinco andares e está dividido em três pavilhões: Sully, Richelieu e Denon
Paris atrações
Incrível essa obra de arte no teto
An Old Man and his Grandson
An Old Man and his Grandson – Domenico Ghirlandaio (1490)

Piso 0 (Térreo)

  • 700 a.C. – 1900 d.C. – Arte da África, Ásia, Oceânia e Américas
  • 500-1850 – Esculturas / França
  • 7500 a.C. – 500 d.C. – Antiguidades do Próximo Oriente
  • 4000-30 a.C. – Antiguidades egípcias, apresentação da civilização
  • 1500-1850 – Esculturas / Europa
  • 100 a.C. – 500 d.C. – Antiguidades romanas
  • 900-200 a.C. – Antiguidades etruscas e da península itálica
  • 500-30 a.C. – Antiguidades gregas
Como visitar Museu do Louvre
Antiguidades gregas
L Européenne
L Européenne (Será que parece comigo???)

A Grande Esfinge

A Grande Esfinge foi descoberta em 1825, entre as ruínas do templo de Amón (deus da mitologia egípcia), em Tanis (cidade que foi capital do Egito, durante as dinastias  XXIII a.C. e XXI a.C.). No entanto, alguns arqueólogos acreditam que a estátua com corpo de leão e cabeça de rei, foi confeccionada em um período posterior, cerca de 2600 a.C.  (XXVII a.C. e XXVI a.C.).

Já contratou o seguro de viagem? Viajar com seguro é essencial! Insira o código DOCVIAGEM5 e ganhe 5% de desconto na escolha do seu seguro pela SegurosPromo.

A Grande Esfinge
A Grande Esfinge
A Grande Esfinge Paris França
A Grande Esfinge
Como entrar no Museu do Louvre
O Leão e eu (fazendo amizade)

Vênus de Milo

Medindo 2,02 metros de altura, a Vênus de Milo é uma obra da Grécia Antiga descoberta em 1820, na ilha de Milo. É composta basicamente por mármore e por grampos de ferro (uma técnica comum dos gregos antigos). Outro fato curioso é que a estátua não possui braços e, por essa razão há várias teorias não confirmadas sobre a perda dos membros superiores. Ficou curioso?

E tem mais, sua autoria é desconhecida, sendo apenas identificada como uma criação do período helenístico, (período da história da antiga civilização grega, entre os séculos IV a.C. e I a.C.).

Como ir ao Museu do Louvre

Vitória de Samotrácia

A Vitória de Samotrácia foi descoberta em 1863, na ilha de Samotrácia, na costa da Trácia (região histórica da Europa, atualmente dividida entre a Grécia, Turquia e a Bulgária). A estátua representa a deusa grega Nice (deusa da vitória, força e velocidade). Mas não é tudo, seu autor permanece desconhecido e acredita-se que a obra foi construída entre 220 e 190 a.C. Certamente a escultura é mais uma notável sobrevivente do período helenístico.

Vai alugar um carro? A nossa parceira RentCars te ajuda a encontrar os melhores preços e oferece todas as opções de forma rápida e segura.

Nike of Samothrake Louvre Ma2369 n2
Vitória de Samotrácia – Foto: See page for author [Public domain], via Wikimedia Commons

Piso 1

  • Grã-Bretanha / Estados Unidos / Pinturas (1550-1850)
  • Espanha / Pinturas (1400-1850)
  • Itália / Pinturas (1250-1800)
  • França / Pinturas (1780-1850)
  • Artes decorativas / Europa (1550-1850)
  • Antiguidades gregas e romanas (700 a.C. – 400 d.C.)
  • Pavilhão do Relógio (Um museus as coleções)
  • Antiguidades egípcias, apresentação cronológica (4000-30 a.C.)
  • Artes decorativas / Europa (500-1850)

Monalisa de Leonardo da Vinci

Prepara-se para tentar se aproximar da mais famosa obra de Leonardo da Vinci, a Monalisa, isso porque ao chegarmos na galeria, encontramos muitas pessoas em torno desse quadro e tivemos que esperar um pouquinho até conseguirmos fazer uma selfie com “La Gioconda”.

Nascido em 1452, na Itália, Leonardo da Vinci foi um dos principais nomes do Renascimento (período da história europeia durante os séculos XIV à XVI). Além do mais, é considerado um gênio devido ao seu talento para pintura, engenharia, matemática, arquitetura, astronomia, física, geologia, química e inventor de instrumentos musicais. Ufa!!

Mas não para por aí! Concebeu ideias à frente de seu tempo, tais como a criação de uma bomba hidráulica para elevar água, um tanque de guerra, técnica de construção de pontes metálicas, uma calculadora, projetos de máquinas voadoras, estudos de plantas, armas de guerra e anatomia. Depois disso tudo, Da Vinci foi morar na França a convite do rei Francisco I, onde realizou inúmeros trabalhos para a corte até sua morte em 1519. Suas principais obras incluem: Monalisa (1503), A Última Ceia (1498), A Anunciação (1472), Autorretrato (1512) e São João Batista (1513).

Mona Lisa Louvre
Tentando chegar perto da Monalisa
Paolo Veronese Jupiter Hurling
Paolo Veronese Jupiter Hurling

Piso 2

  • Pinturas / Europa do Norte (1350-1850)
  • Pinturas – França (1350-1850)
  • Pavilhão do Relógio (O Louvre de hoje e de amanhã)

Como visitar o Museu do Louvre?

Chegue cedo, assim você conseguirá apreciar as obras com mais calma, uma vez que nos finais de semana e feriados o espaço recebe muitos visitantes, portanto além de ficar “cheio”, formam-se filas de espera para conseguir entrar no prédio. E tem mais, logo na entrada, você poderá retirar um mapa gratuito disponível em vários idiomas (inclusive em português).

Mas fique atento aos seus pertences, pois os furtos podem acontecer em qualquer lugar do mundo, principalmente em grandes atrações turísticas como o Museu do Louvre. Sendo assim é interessante andar com pochete invisível/doleira, mantenha bolsas e mochilas sempre próximas ao corpo.

Museu do Louvre por dentro

Informações Úteis

  • Horário de funcionamento: aberto todos os dias (exceto terça-feira) das 9h às 18h / Abertura noturna até às 21:45 às quartas e sextas-feiras / Fechado nos seguintes feriados: 1º de janeiro, 1 de maio, 25 de dezembro;
  • Acessibilidade: possui acesso para o deslocamento de portadores de necessidades especiais;
  • Não é permitido fotografar com flash dentro do ambiente;
  • Endereço: Musée du Louvre, 75058 Paris – França (Metrô: Palais-Royal Musée du Louvre (linhas 1 e 7);
  • Site oficial Museu do Louvre;
  • Se liga na dica! Os passeios poderão sofrer alterações sem aviso prévio. Por isso, também é interessante consultar os sites oficiais das atrações;
  • Post atualizado em 17 de março de 2020.

Leia mais


E aí? Já esteve no Museu do Louvre? Conte-nos como foi sua experiência!


Esperamos que tenha curtido o post e, se tiver qualquer dúvida sobre os pontos turísticos de Paris, fique à vontade para deixar seu comentário por aqui!

Voltar ao topo


Veja também

 

Anúncios
Reserve seu hotel aqui!

Planeje sua viagem aqui!
Usando os links dos nossos parceiros, você ajuda o blog com uma pequena comissão e não paga nada a mais por isso. São empresas que confiamos e que utilizamos em todas as nossas viagens. Muito Obrigado!

Documento de Viagem

Documento de Viagem é escrito por Marcelo Nazima, Analista de Sistemas formado pela FATEC e pós-graduando em Engenharia de Software pela FIAP e por Paula Costa, Empreendedora Digital, pós-graduanda em Marketing Digital pela UNINOVE. O casal mora em São Paulo, Brasil e decidiu criar este blog para compartilhar suas experiências de viagem, bem como inspirar outros viajantes a continuarem viajando.

2 comentários em “Museu do Louvre em Paris: como visitar, história, curiosidades e obras

  • 25/11/2017 em 19:32
    Permalink

    Amei o relato… O Louvre tem muita coisa interessante, tanto que da próxima vez quero ir com mais calma e ficar mais tempo. Em breve vou escrever meu post sobre ele Tb… mas olha, tem que ter paciência… nem sei por onde começar. Mas o de vocês está perfeito! Parabéns

    Resposta
    • 25/11/2017 em 21:50
      Permalink

      Obrigado Ju! Verdade mesmo..o Louvre é tão grande e rico em obras que fica dificil retratar em palavras sem se tornar massante. Mais uma vez agradecemos a visita! Abs 💙💙

      Resposta

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: